Uso de drogas e agressividade

Artur* sempre foi um menino muito ativo, e uma criança feliz. Desde pequeno sempre teve muitos amigos e nunca foi de arrumar confusão com ninguém, sempre da paz e muito brincalhão. Aos 12 anos ele foi morar com o pai e não foi uma experiência muito boa. Depois de apenas 4 meses, quando voltou pra casa já apresentava sinais de ansiedade. Em seguida teve um problema no colégio e o pai o mudou de escola. Passava dias no quarto, chorava muito. 

Dai o tempo passou ele começou a mexer com música e hospedar alguns amigos em casa, amigos novos com ideias novas. Ele estava cheio de ideias e conheceu a Fernanda*, uma menina linda, e se apaixonou por ela. Eu cheguei a sair com eles juntos e vi um Artur cheio de planos. Ele estava feliz, porém ao mesmo tempo eu o via sendo usado pelos falsos amigos, que queriam apenas usar suas roupas e um lugar pra dormir. Um dia eles terminaram e o Artur ficou muito mal. Foi quando eu descobri que a Fernanda* era viciada em MdMa, uma substancia química que os jovens tomam nas festas.

Foram dias de desespero, mas sempre estive ao lado dele. Nesses dias não sei se os amigos aproveitadores colocavam algo pra ele beber, porque ele oscilava entre normalidade e paranoia. Falava sozinho, às vezes palavras sem conexão e ouvia vozes, nessa época começou a falar que estavam mexendo com a cabeça dele, que ele podia sentir. Fui ao médico, que disse ser impossível deixá-lo sozinho. Foi quando vi uma luz na fim no túnel no primeiro atendimento de Pranic Healing! Depois da sessão, sem saber que havia sido atendido, ele acordou e disse que fazia tempo que não dormia tão bem, no dia seguinte foi à praia com minha mãe e passou a comer as refeições adequadamente. Acredito que passou a depressão e um ânimo novo apareceu. Estou muito agradecida pelo tratamento! Eu confio nesse tratamento porque vi meu filho mais positivo e cheio de boas energias! Queria agradecer de coração pois esta sendo fundamental na sua recuperação. 

Depoimento do padrasto:

Ele teve uma melhora notável após o primeiro atendimento, estava dormindo durante a cura e quando acordou, falou para a mãe que há muito tempo não se sentia tão bem, voltou a compor músicas e apresentou outro semblante. Depois da segunda sessão, tocou no assunto de que não queria mais fumar, que isso estava fazendo muito mal a ele. Ele ficou a um passo de der internado à revelia, talvez eu fosse cometer um grande erro. A cada sessão notamos uma diferença grande. 

*Os nomes das pessoas foram alterados para preservar a confidencialidade.

Conheça outras histórias de quem já
descobriu Pranic Healing